Berlim – parte 1

Aproveitamos o último feriado para conhecer Berlim.

Berlim fica a 577 km daqui de Mainz, foram mais ou menos 5 horas e meia de carro, mas foi bem tranquilo!

Ficamos hospedados no NH Berlim, ele fica situado na região onde ficava Berlim Oriental. Nesta região ficam diversos hotéis e lojas comercias. O hotel não foi muito barato, mas isso porque fechamos um pouco em cima da hora, mas o quarto é bom e a localização também.

Vou falar um pouco dos principais pontos turísticos da cidade:

Muro de Berlim, é bom lembrar que o muro surgiu depois que a Alemanha, liderada por Hitler, foi derrotada na Segunda Guerra Mundial (1945). Dai a Alemanha foi dividida entre Americanos, Franceses, Ingleses (conhecido como Alemanha Ocidental, a parte que representava o capitalismo) e Soviéticos (conhecido como Alemanha Oriental, a parte que representava o socialismo). Berlim também foi dividida em 4 partes, igualmente administradas por esses países, isso porque Berlim era capital e por isso o interesse de todos os países em ter uma parte da cidade.

Só que Berlim estava situada na região administrada pelos russos (Alemanha Oriental), e isto começou a incomodar bastante os soviéticos, pois começou a ser um ponto de influência Americana para a população que morava na parte comunista. Berlim Ocidental ficava à 100 km de distância da Alemanha Ocidental, só existia uma ligação por estradas de ferro, através da Alemanha Comunista.

Isso tudo incomodou bastante os líderes soviéticos, e a partir de junho de 1948, foi decretado que nada mais poderia entrar em Berlim Ocidental, a cidade estava bloqueada. Eles achavam que com isso os Estados Unidos desistiriam da sua parte e que eles poderiam dominá-la. Mas os Estados Unidos começaram a mandar aviões a cada 3 minutos levando mantimentos para a população.

Como esse bloqueio não funcionou, pois as pessoas continuavam fugindo para o lado de Berlim Ocidental, eles decidiram suspender o bloqueio. Mas em agosto de 1961, os soviéticos decidiram construir um muro, da noite para o dia, isolando o lado Ocidental do resto da cidade. Muitas pessoas, famílias e amigos, foram pegos de surpresa. E quem morava em lados opostos ficaram separados por 28 anos, pois os comunistas não permitiam a livre passagem entre os dois lados da cidade.

Depois da unificação o muro foi demolido, mas mantiveram uma parte dele! Mais ou menos 200 metros de muro ainda está de pé, é conhecido como Topographie des Terrors, além do muro existe um espaço com diversas histórias que acorreram na época, é bem interessante!!!

Check Point Charlie, existiam 8 pontos de passagem no muro de Berlim. Naquela época era permitido que alguns moradores de Berlim Ocidental, em ocasiões festivas, atravessassem o muro para visitar Berlim Oriental. Já ao contrário era impossível de acontecer. Fora que muitas pessoas tinham medo de ir para o lado Oriental e não conseguir voltar. A travessia de um lado pra o outro demorava umas 2 horas, isso porque existia muita burocracia (veja a foto abaixo). Esses pontos de passagem era chamado pelos Americanos de Check Points. O mais conhecido se chamava Check Point Charlie! Foi mantido até hoje….

Fernsehturm (torre de televisão), foi construída durante o período comunista para mostrar o desenvolvimento tecnológico. Li que é possível subir na torre para ver a cidade e que também tem um restaurante, mas acabamos não subindo. Na praça onde fica a torre tem algumas lojas que alugam bicicletas para turistas, e uma delas, faz city-tour de bicicleta. Nós fizemos esse passeio, dura cerca de 4 horas, você anda uns 10 km e custa 40 euros por pessoa. É muito tranqüilo e gostoso! Tinha a opção de fazer em Inglês ou Espanhol.

Rotes Hauhaus, foi o primeiro ponto que paramos com o grupo. Fica bem ao lado da praça da torre. Esse prédio foi construído em 1860, e durante o período em que a cidade estava dividida, esse prédio era sede do governo de Berlim Oriental, mas depois da unificação, em 1991 passou a ser sede da prefeitura de Berlim.

Berliner Dom, um pouco mais a frente chegamos na Catedral da cidade. Ela foi construída entre 1895 e 1905. Não sei se a catedral chegou a ser atingida na Segunda Guerra Mundial, mas ficou muito suja, completamente preta. Limparam só uma parte da catedral, a outra parte continua suja, isso para fazer as pessoas sempre se lembrarem da guerra. O interior da catedral é lindo, para entrar você precisa pagar 7 euros, mas vale muito a pena. Você pode subir e ver a cidade do alto, é muito bonito! Existe umas 90 pessoas da Família Real embalsamadas nesta catedral.

Ainda tenho muito o que contar sobre Berlim, mas vou dividir em 2 posts para não ficar muito comprido. Leiam a continuação do post em Berlim – parte 2.

Fonte: Wikipedia
Anúncios

Sobre fabianaduquefotografia

Gosto de música, fotografia e viagens.
Esse post foi publicado em Viagens e marcado , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Berlim – parte 1

  1. Anny disse:

    Olá*-* sou nova por aqui e gostaria de umas dicas e também uma confirmação de alguns dos meus roteiros poderia me ajudar? ENFIM as ferias estão ai chegando e a Alemanha me parece um excelente lugar . Dai eu montei um ”roteiro ” d 4 dias..
    passando por
    1 dia Berlim -Deutsches Technikmuseum – museu de cera – trem para Munique – passo a noite em Hotel Cortiina ,2 dia Munique- Nymphenburgo – trem – passo a noite em Youth Hostel Fusteen -Neuschwanstein e Hohenschwangau depois trem de Fussen á Lichtenstein (Alias é melhor pegar o trem ou um onibus?) 3 dia Lá espero passar o dia todo visitando o castelo e conhecendo a cidade e por ultimo (onibus) até o castelo de Burg Hohenzollern em Baden-Württemberg.
    Para poder visitar esses castelos eu preciso comprar os tickets antes?E quanto aos Bayern tickets eles valem de onde pra onde? vale apena com esse roteiro comprar para o dia todo? obrigado Anny

    • Oi Anny, tudo bem?
      Você já conhece Berlim? Se ainda não conhece eu acho que 1 dia é muito pouco. A cidade tem bastante história interessante. Eu indico muito o tour de bike, dai você consegue conhecer os principais pontos turísticos da cidade e ainda tem informação sobre cada uma deles.
      Agora sobre os castelos, infelizmente não vou conseguir te ajudar!!! Eu ainda não tive a oportunidade de conhecê-los.
      Aproveite a viagem!!!
      Abs

      • Anny disse:

        Tudo sim, e contigo?*-*Obrigado pelas dica vou disponibilizar mais uns 2 dias que tal?
        Ainda não conheço não.. Mas não é muito longe não pra ir de bike ? HAHA
        Estou sonhando com o castelo de Lichtenstein *-*

      • Acho bom, mas se você achar interessante né! Não, mas o tour de bike é pelo centro de Berlim, pelos pontos turísticos. Na parte de baixo da torre de televisão tem um monte de lugar oferecendo tour de bike pela cidade. Dai você fecha com algum e sai em grupo pelos principais pontos turísticos da cidade, vai um guia com o grupo explicando cada um!
        Boa viagem!!!
        Aproveite….abs

      • Anny disse:

        Amei voce AÇLDKFALÇKF serio. Entendi… Desculpa ai pela ‘avoada’ AHAHA Eu falo coisas sem noção de tudo.. enfim vou seguir as suas dicas *-* Quem sabe eu goste tanto que acabe voltando mais vezes*-* Vou me informar melhor sobre os passeios .. Obrigado 🙂

  2. lilag10 disse:

    Adorei .. queri ir pra Berlim rs ….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s